Exaustão de Garagens

O vazamento de gases de combustão tóxicos para o ambiente interno da residência/edifício pode causar baixa qualidade do ar interno e impacto na saúde humana, especialmente em residências/edifícios bem estruturadas e vedadas contra o ambiente externo. Combustões isoladas, por meio de sistema apropriado de ventilação pode reduzir o risco de da entrada de gases tóxicos no ambiente interno da casa.

Apesar do sistema de combustão isolada reduzir efeitos de poluição do ar, o uso de monitores é um meio fácil e eficaz para diminuir os riscos de exposição ao monóxido de carbono, ocasionado por eventuais de vazamentos, defeitos nos equipamentos e falhas humanas.

A saúde dos ocupantes pode ser negativamente afetada pelas emissões de gases tóxicos de veículos, como o monóxido de carbono, por exemplo, que escape da garagem para o interior da residência. O potencial da ocorrência dessa situação, afetando a qualidade do ambiente interno da residência, no caso de garagens a ela acopladas, já foi demonstrado em alguns estudos. Os gases que mais causam preocupação são aqueles emitidos por escapamentos de veículos e por alguns produtos químicos, normalmente ali estocados, e, também, em face da própria umidade existente naquela dependência. Além disso, quando os sistemas ou dutos de ar condicionado situam-se dentro da garagem, esse ar poluído pode entrar no sistema e circular no interior da residência.

Vedar a garagem contribui para reduzir a exposição e circulação desses poluentes, mas não resolve o problema em definitivo, pois o ar pode entrar no interior da residência de outras formas. Instalar exaustores e dutos de ar na garagem ajuda a reduzir a concentração de poluentes, particularmente aqueles provenientes das emissões de veículos.